Alfenas: PRORROGADA PARA MAIS UMA SEMANA A PARALISAÇÃO DO COMÉRCIO NÃO ESSENCIAL PELO COMITÊ ESTADUAL EXTRAORDINÁRIO COVID-19

O avanço do COVID-19 no Sul de Minas provoca mais uma semana de paralisação do comercio não essencial

Por Jornalista Alair de Almeida, Editor e Diretor do Jornal Região Sul em 07/04/2021 às 20:09:46

Alfenas: COMUNICADO DA ACIA










PRORROGADA PARA MAIS UMA SEMANA A


PARALISAÇÃO DO


COMÉRCIO NÃO ESSENCIAL PELO COMITÊ


ESTADUAL


EXTRAORDINÁRIO COVID-19



Prezados Empresários,


Estamos acompanhando de perto todas as decisões tomadas pelo Comitê Extraordinário Covid-19 do estado de Minas Gerais, segundo o plano Minas Consciente.

Na decisão tomada nesta quarta-feira (7/4), o Sul de Minas continua na ONDA ROXA por mais uma semana.


O Comitê Extraordinário Covid-19, que é constituído de integrantes da Assembleia Legislativa, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, do Ministério Público, da Associação Mineira dos Municípios e da Defensoria, entre outros órgãos e que se reúne semanalmente para avaliar a situação da pandemia no estado, decidiu:

1 – A circulação de pessoas que estava proibida das 20h às 5h está autorizada

2 – As reuniões familiares continuam proibidas

3 – Permanece proibida a retirada em balcão em todo o comércio não essencial, das 20h às 5h. Agora, determinado pelo governo do Estado, assim estabelecimentos como bares e restaurantes só poderão funcionar em formato de delivery neste horário.

4 - Supermercados e padarias, por outro lado, terão o horário de funcionamento ampliado até às 22h, para reduzir a circulação de pessoas no pico.

Aguardamos o posicionamento do governador que irá se manifestar amanhã, dia 08/04, sobre inúmeras outras restrições.

A ACIA está na busca incessante por soluções que amparem você, empresário, nesse momento de pandemia e pós-pandemia. Estamos analisando junto ao nosso Departamento Jurídico, a possibilidade de ações cíveis que possam amenizar as restrições impostas pelo governo estadual.

Conte com a gente!

Associação Comercial e Industrial de Alfenas

Sul de MG e mais 11 regiões do estado permanecem na onda roxa por pelo menos mais uma semana

Decisão do Comitê Extraordinário Covid-19 foi divulgada nesta quarta-feira (7) pelo Governo de Minas Gerais.


Sul de MG e mais 11 regiões do estado permanecem na onda roxa por pelo menos mais uma semana
Governo de Minas


Conforme o governo, a macrorregião de Saúde Triângulo do Sul e as microrregiões de São Gotardo, Montes Claros/Bocaiúva e Taiobeiras devem avançar para a onda vermelha do plano Minas Consciente. Com isso, as demais regiões do estado devem seguir, por mais uma semana, as medidas decretadas na semana passada.


O comitê também optou por alterar a norma que restringe a circulação de pessoas das 20h às 5h e proíbe reuniões familiares durante a onda roxa do plano Minas Consciente, decretando o fim das duas medidas.


Conforme o governo, na última semana, Minas Gerais registrou aumento de 5,2% nos casos de covid-19 e 7,8% nos óbitos decorrentes da doença. A taxa de isolamento em Minas, na última semana, foi de 46,3%. Já no Brasil, ficou em 49,94%.


Ainda segundo o governo, a incidência da covid-19 em Minas Gerais caiu 21% nos últimos 14 dias e 6% nos últimos 7 dias.

Restrições

Para compensar o fim da restrição de circulação de pessoas e da proibição de reuniões familiares, a norma que prevê medidas mais rígidas durante a onda roxa passa a proibir a retirada em balcão em todo o comércio não essencial, das 20h às 5h. Assim, estabelecimentos como bares e restaurantes só poderão funcionar em formato de delivery neste horário.

Supermercados e padarias, por outro lado, terão o horário de funcionamento ampliado até as 22h, para reduzir a circulação de pessoas no pico.

Como funciona


a progressão


de onda

Para definir o avanço de uma macrorregião para um nível mais flexível do Minas Consciente ou a adoção de medidas mais restritivas, o Comitê Extraordinário Covid-19 se baseia em um sistema de pontuação da localidade, elaborado com base nos dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG).

  • - Até 12 pontos: onda verde;
  • - Entre 13 e 19 pontos: onda amarela;
  • - 20 pontos ou mais: onda vermelha;
  • - Avaliação excepcional: onda roxa (criada para restabelecer a capacidade assistencial).

Atualmente, todas as macrorregiões mineiras registram mais de 20 pontos e, por isso, segundo o governo, ainda é necessária a manutenção da onda roxa na maior parte do estado. A possibilidade de avanço para a onda vermelha depende de uma avaliação constante e criteriosa desses indicadores, para garantir que a flexibilização não coloque em risco a saúde da população. Veja abaixo a pontuação das macrorregiões nesta semana:

  • Centro - 29
  • Centro-Sul - 30
  • Jequitinhonha - 23
  • Leste - 30
  • Leste do Sul - 30
  • Nordeste - 27
  • Noroeste - 28
  • Norte - 26
  • Oeste - 28
  • Sudeste - 30
  • Sul - 29
  • Triângulo do Norte - 28
  • Triângulo do Sul - 29
  • Vale do Aço - 30
  • Minas Gerais – 29

Fonte: ACIA Alfenas e G1 Sul de Minas

Comunicar erro
Casa Coelho

Comentários

Novato