Ocupação de leitos atinge 110% pela Covid-19 em Alfenas, prefeitura improvisa leitos, e pessoas com Comorbidade estavam com seus direitos sendo desrespeitados, mas Secretaria de Saúde reconhece o equívoco, e corrige o erro, decisão nobre

O avanço do COVID-19 em Alfenas assusta a cidade mas a maioria das pessoas não segue as regras

Por Jornalista Alair de Almeida, Editor e Diretor do Jornal Região Sul em 05/06/2021 às 16:08:15

O avanço da

COVID-19 em

Alfenas assusta

a cidade, mas a

maioria das

pessoas não

segue as regras

e a ocupação

de leitos

está em 110%:

CAOS TOTAL


Prefeito alertou para situação crítica destacando a lotação máxima atingida nos leitos. Prefeitura improvisou leitos de enfermaria para atender pacientes. Hospitais de Alfenas mudam forma de atendimento para aliviar sistema de saúde, que está um verdadeiro Caos.

Pessoas com


Comorbidade


estavam com o seu


direito sendo


desrespeitadas em


Alfenas, mas


Secretaria de Saúde


reconhece o


equívoco e corrige


o erro


Profissionais responsáveis pela Vacinação não definiam o que é COMORBIDADE e pessoas que têm direito à vacinas não estavam sendo vacinadas, porque ninguém definia a situação. Muitas pessoas apresentam os Laudos Médicos, e quem está atuando na vacinação, ligava para a Central de Vacinas no PSF Dr. Plínio, e a resposta era que o que ela apresentava não era COMORBIDADE e não se enquadrava nas prioridades. A reportagem ouviu vários pacientes, analisou o que orienta o Ministério da Saúde e a conclusão Semântica é de que os responsáveis pela Vacinação, estavam passando por cima da lei, e não respeitavam os Laudos de Profissionais da Saúde que estão seguindo os procedimentos médicos e o que orienta o Ministério da Saúde.

Esta reportagem acompanhou alguns casos em locais diferentes e a negativa era a mesma nos PFSs, mesmo com consulta e apresentação de laudos médicos, havia a negativa de vacinação, e quem respondia do outro lado da linha para quem estava aplicando as vacinas, não conversava com a reportagem, mesmo com apresentação de Vídeos que mostravam a posição do Ministério da Saúde.

Reclamações têm chegado ao Jornal Região Sul que procurou a Central de Vacinas e a resposta foi que a responsável está doente, e ninguém atendia a reportagem para dar explicações. No dia 7, segunda feira, os responsáveis pela Vacinação reuniram-se com o jornalista Alair de Almeida, que mostrou todo o conteúdo da lei e o equívoco foi desfeito. Agora quem tem Comorbidade estão com os seus direitos sendo respeitados e recebendo vacinação. A dúvida sobre estes era para que tem Parkinson e Alzheimer..


Alfenas tem três Hospitais, duas Faculdades de Medicina, excelentes PSFs, bons profissionais de saúde, mas a maioria da população não está obedecendo as regras, e a situação da COVID-19 piora a cada dia, e pessoas com COMORBIDADE estão tendo os seus direitos desrespeitados

Alfenas atingiu 110% de ocupação nos hospitais para atendimento a pacientes com Covid-19. Por conta deste cenário, o prefeito Luiz Antônio da Silva (PT) descreveu que a situação é caótica em relação à lotação nos leitos. A prefeitura revelou, em postagem nas redes sociais, que leitos de enfermaria já tiveram que ser improvisados para realizar atendimentos.

"Situação caótica na Santa Casa. Tudo lotado", mesmo assim as pessoas não respeitam as regras essenciais

Pode ser uma imagem de texto

A Prefeitura de Alfenas destacou, em comunicado publicado neste sábado (5), que até mesmo leitos de enfermaria já foram improvisados para que atendimentos pudessem ser feitos aos pacientes que necessitam.

"Estamos de corpo e alma fazendo o nosso melhor, improvisando leitos de enfermaria para não vermos vidas sendo perdidas por falta do mínimo de assistência", disse a administração municipal.

No mesmo comunicado, a prefeitura destaca que há fila de espera de pacientes que aguardam leitos para tratamento da Covid-19.

Mesmo assim a reportagem constatou que o desrespeito às regras continua acontecendo por grande parte da população, principalmente entre os jovens, saindo sem Máscara às ruas, e fazendo Aglomerações.


Pode ser uma imagem de texto que diz


"Estamos vivendo o pior momento desde o início da pandemia. Os hospitais estão cheios, temos fila de espera de pacientes aguardando leitos, e os profissionais estão no limite do seu estado físico e psicológico.", escreveu. o prefeito em sua Rede Social.

A administração municipal

fez ainda apelo à população,

para

que as festas clandestinas

deixem de ocorrer.

"Nesse momento, a única coisa que pode fazer com que esse cenário mude, é a consciência de cada um. Diante desse quadro, não se aglomerem em festas clandestinas, não saiam de casa sem necessidade", pontuou. o prefeito Luizinho...

Mudança no

atendimento

Oito novos leitos foram implantados na ala de enfermaria da Covid-19 da Santa Casa de Alfenas. A medida foi feita para aliviar o sistema de saúde da cidade. O Pronto Socorro da Santa Casa irá receber apenas pacientes oncológicos e em hemodiálise. Os demais serão encaminhados para o Hospital Azira Velano.

Segundo a médica coordenadora da Santa Casa, Marcela Assunção, esta é a fase mais crítica da área de saúde na cidade. Segundo ela, na última sexta-feira (4), foi preciso deslocar seis médicos e acionar uma equipe de apoio de laboratório para suprir a demanda de atendimento dos novos casos da doença.

"Ontem nós tivemos falta de oxigênio e passamos pela dificuldade de transferir pacientes do Pronto Socorro para a enfermaria. Nós já estávamos trabalhando na capacidade de 100% e precisamos criar estes novos leitos para admitir esses pacientes", afirma a médica.

Ocupação atinge 110% na


Santa Casa de Alfenas e

prefeitura

até improvisa leitos


"O nosso maior medo é o aumento do número de casos após o feriado prolongado. A preocupação não são só aglomerações em bares, supermercados ou comércio, mas também as transmissões em reuniões pequenas de família. Pedimos a consciência e educação de todos. Nós estamos passando pelo pior período da pandemia em todo Sul de Minas", finaliza o prefeito Luizinho.

Covid-19 em Alfenas

Alfenas está entre as sete cidades com mais casos de Covid-19 no Sul de Minas. Nesta sexta-feira (4), 150 pessoas testaram positivo para a doença e oito mortes foram registradas no município. No total, a cidade totaliza 7.633 casos e 158 óbitos em decorrência do coronavírus.

Fonte: G1 Sul de Minas E SMS da Prefeitura

Comunicar erro
Casa Coelho

Comentários

Novato