Número de pacientes em fila de espera por leitos de UTI cai pela metade no Sul de Minas, diz secretário

O número de pacientes de Covid-19 aguardando por uma vaga de internação de UTI caiu pela metade no Sul de Minas.

Por Jornalista Alair de Almeida, Editor e Diretor do Jornal Região Sul em 22/06/2021 às 20:27:32
Mesmo com a queda na fila de espera por leitos de UTI, Casos e Mortes por COVID-19 continuam muito altos no Sul de Minas

Mesmo com a queda na fila de espera por leitos de UTI, Casos e Mortes por COVID-19 continuam muito altos no Sul de Minas


O número de

pacientes de

Covid-19

aguardando

por uma vaga de

internação de UTI

cai pela metade

no Sul de Minas.


Segundo Fábio Baccheretti, região já teve média de 80 pacientes aguardando diariamente por um leito, mas hoje taxa gira em torno de 30 a 40 pessoas. Secretário de Estado de Saúde fala sobre queda de espera por vaga de UTI no Sul de MG



O número de pacientes de Covid-19 aguardando por uma vaga de internação de UTI caiu pela metade no Sul de Minas. A informação foi confirmada nesta terça-feira (22) em entrevista pelo secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti.

Segundo o secretário, a região já teve uma média de 80 pacientes aguardando diretamente por um leito, mas hoje ela gira em torno de 30 a 40 pessoas.

"Eram 169 pacientes aguardando leito de terapia intensiva há uma semana (em Minas Gerais), hoje são 134, ou seja, a pressão por leitos diminuiu de uma semana para cá, destacando inclusive nas regiões que nos preocupam mais, como a região Sul e Oeste, a região Oeste o número de pacientes aguardando leito é menor de 10 pacientes diariamente e a região Sul já caiu entre 30 e 40, um número que já foi mais de 80. Ou seja, há uma redução importante no número de pacientes, isso é um bom indicador", disse o secretário.

Número de pacientes em fila de espera por leitos de UTI cai pela metade no Sul de Minas, Apesar disso, o número de casos confirmados da doença ainda é alto. O secretário acredita que o avanço da vacinação já mostra resultados.

"Apesar da gente ter um aumento de casos no estado, o aumento de pacientes aguardando leito não é proporcional, isso nos faz pensar que a vacinação vem aumentando e aumentando a imunização da população em geral e como já sabemos, a vacinação é muito eficaz em casos graves e óbitos, provavelmente, temos um número de casos elevado, mas pela vacinação, parte dessas pessoas que adoeceram não evoluíram para a internação, mostrando a eficácia da vacina", disse o secretário.

Conforme os últimos dados atualizados pelo Estado, o Sul de Minas tem hoje uma taxa de ocupação de 90,77% de leitos de UTI, sendo que 90,27% dos leitos exclusivos para tratamento da Covid-19 estão ocupados. No último domingo (20), a região chegou a atingir taxa recorde de 93,39% de ocupação.

Fonte: G1 Sul de Minas e SES do Governo de Minas

Comunicar erro
Casa Coelho

Comentários

Novato