Universidade de Pouso Alegre oferece atendimento jurídico gratuito à população carente

Por Jornalista Alair de Almeida, Diretor e Editor do Jornal Região Sul em 27/05/2022 às 08:12:16
O núcleo vai atender acordos e processos em causas de família, pensões alimentícias, cobrança, direito de vizinhança, indenizações, criminais, previdenciário, entre outras. Universidade de Pouso Alegre oferece atendimento jurídico gratuito à população carente

Divulgação

A Universidade UNA de Pouso Alegre (MG) está oferecendo atendimento jurídico gratuito à população carente. A iniciativa faz parte um programa acadêmico supervisionado por advogados e professores. O núcleo vai atender acordos e processos em causas de família, pensões alimentícias, cobrança, direito de vizinhança, indenizações, criminais, previdenciário, entre outras.

Os atendimentos são feitos por acadêmicos dos dois últimos anos do curso de Direito, supervisionados e orientados por professores e advogados. O objetivo é atender pessoas que não tenham condições de buscar seus direitos ou não possam aguardar a fila de atendimento da Defensoria Pública.

Para ser atendido, o interessado pode fazer o agendamento de quatro maneiras. Pode ser por meio de um cadastro online, pelo email [email protected], pelo telefone (35) 2102-1725 ou de forma presencial na universidade, que fica na rua João Basílio, nº 420, no Centro.

Universidade de Pouso Alegre oferece atendimento jurídico gratuito à população carente

Cristiano Rodrigues

O coordenador do Núcleo explica que esta é uma oportunidade para o aluno viver a prática do Direito e ainda beneficiar a grande parcela vulnerável da população.

"Com os atendimentos, temos a grata oportunidade de democratizar o acesso ao direito do cidadão. A dificuldade financeira não pode ser barreira para que todos tenham os direitos respeitados. Além disso, teremos profissionais muito melhor preparados com esta experiência dos alunos", finaliza o professor e advogado Valdomiro Vieira.

Fonte: G1 Sul de Minas e Prefeitura Municipal

Comunicar erro
hospital Lavras

Comentários

novato