Ataque em Itajubá: veja o que se sabe e o que falta saber sobre a tentativa de assalto à Caixa Econômica Federal

Por Jornalista Alair de Almeida, Diretor e Editor do Jornal Região Sul em 23/06/2022 às 13:17:04
Agência da Caixa Econômica Federal foi alvo de ataque de assaltantes que tentavam levar o cofre da unidade. Moradores registram ataque de assaltantes a agência bancária em Itajubá (MG)

Assaltantes atacaram a agência da Caixa Econômica Federal de Itajubá, durante a noite de quarta-feira (21). Os suspeitos trocaram tiros com a polícia e fugiram do local. Quatro PMs e um civil que passava pelo local ficaram feridos. Um suspeito foi preso durante a fuga.

As policias Militar e Civil de Minas Gerais atuam em conjunto nesta quinta (23) na busca pelos suspeitos de envolvimento na tentativa de roubo. A PM informou que, após a ação em Itajubá, os criminosos se dividiram em dois comboios, um em sentido a Pouso Alegre e outro em direção a São Lourenço, por Maria da Fé. Os assaltantes deixaram quatro bombas dentro da agência bancária, segundo a Guarda Municipal de Itajubá.

Veja o que se sabe sobre o ataque

Criminosos tinham como alvo o cofre de penhor da agência

Um preso e cinco feridos durante a ação

Bombas foram deixaras na agência durante a fuga

Primeiro ato dos criminosos foi roubar carro de motorista de aplicativo

Tiroteio no Sul de MG

Moradores ficaram em pânico durante o ataque

Estudante baleado durante ação dos criminosos

Quadrilha com fuzis e bombas ataca banco em Itajubá

Reprodução / Redes Sociais

Criminosos tinham como alvo o cofre de penhor da agência

Os assaltantes que atacaram a Caixa Econômica Federal, em Itajubá, tinham como alvo, segundo a Polícia Militar, o cofre de penhor da agência.

Houve troca de tiros com a polícia durante a ação e os suspeitos iniciaram fuga do local, sendo que um deles foi preso. Não há informações, até o momento, se os assaltantes conseguiram levar algo da agência.

A PM informou que, após a ação em Itajubá, os criminosos se dividiram em dois comboios, um em sentido a Pouso Alegre e outro em direção a São Lourenço, por Maria da Fé.

Drones estão sendo utilizados pela polícia em busca dos criminosos, além de aeronaves e força terrestre.

Um preso e cinco feridos durante a ação

A Prefeitura de Itajubá e a PM informaram que um morador que passava pelo local no momento do ataque foi baleado na perna esquerda e precisou ser socorrido para um hospital da cidade.

Além do morador, segundo a PM, dois policiais foram atingidos, por um tiro de fuzil no braço e precisou passar por cirurgia, e o outro com um tiro no ombro. Outros dois policiais também ficaram feridos, sem gravidade.

A PM havia informado que mais três suspeitos tinham sido presos na manhã desta quinta-feira; no entanto, segue preso apenas um suspeito, localizado pela polícia ainda de madrugada.

Conforme a PM, há ainda a informação de mais infratores que teriam sido baleados em confrontos. A polícia também apura denúncia de que há na zona rural de Brazólis um suspeito sangrando.

Bombas foram deixaras na agência durante a fuga

Após a fuga dos assaltantes da agência, quatro bombas foram deixadas no local pelos suspeitos. O prédio foi isolado para que os explosivos sejam retirados do local.

Sem sucesso na ação, eles deixaram a agência e deixaram quatro bombas no local, sendo duas no primeiro andar e outras duas no segundo.

O prédio e os arredores dele foram isolados para que o armamento seja retirado do local. As bombas serão desarmadas dentro da própria agência da Caixa antes de serem retiradas pelas equipes especializadas.

Polícia Militar apreendeu apetrechos para furar pneus deixados por assaltantes após ataque em Itajubá (MG)

João Daniel Alves/EPTV

Primeiro ato dos criminosos foi roubar carro de motorista de aplicativo

Antes do ataque à agência bancária, os criminosos assaltaram uma motorista de aplicativo e levaram o carro dela para um quartel da PM na cidade, segundo informações da Guarda Municipal de Itajubá.

Em seguida, o grupo se dividiu: parte atacou o quartel e incendiou carros para dificultar a ação dos policiais, enquanto os demais invadiam o banco.

Tiroteio no Sul de MG

Nas redes sociais, moradores publicaram vídeos que mostram homens armados e barulhos de intenso tiroteio pela cidade. Em outros vídeos, aparecem o que seriam reféns.

Segundo o tenente-coronel Flávio Santiago, da assessoria de imprensa da PM de Minas Gerais, depois da fuga dos criminosos de Itajubá foi registrado um tiroteio na região de Brazópolis e Paraisópolis; um suspeito foi preso no local. Segundo a PM, a prisão deste suspeito deve ajudar nas investigações e também para que os outros assaltantes sejam localizados e capturados.

Inicialmente, foi informado que outro tiroteio havia ocorrido em SP, perto da divisa com MG, mas na PM mineira atualizou a informação e afirmou que não houve troca de tiros do lado paulista da divisa.

De acordo com a Polícia Militar, sete veículos encontrados até agora. Um veículo foi abandonado em uma estrada de terra em Extrema e outro na divisa com São Paulo. Um outro abandonado em Brazópolis. Há outros três veículos abandonados em Cachoeira de Minas, todos com marcas de sangue. Um outro também localizado em Itajubá.

Quatro bombas foram deixadas por assaltantes na agência da Caixa Econômica Federal em Itajubá, MG

Milton Guimarães/EPTV

Moradores ficaram em pânico durante o ataque

Um morador vizinho à agência da Caixa Econômica Federal relatou momentos de desespero durante o ataque dos assaltantes ao banco. Paulo Sérgio Adani, de 72 anos, estava no apartamento dele, cerca de 100 metros da ação dos suspeitos, com a esposa, de 70 anos, e o sogro de 101.

"Foi cerca de 100 metros do meu apartamento. Fiquei escondido aqui com minha esposa e meu sogro. Dava para ver eles [assaltantes] saindo dos carros com metralhadoras, assim que começou nos escondemos aqui, foi muito tiro. Fiquei escondido na cozinha. Foram cerca de 40 minutos de tiros", comentou o morador ao g1.

Morador registra homem dando tiros no meio da rua em Itajubá na noite do ataque à agência da Caixa

Redes sociais

Marcus Vinícius Meireles foi outro morador de Itajubá que viveu momentos de pânico durante o ataque. Ele estava em um restaurante cerca de 500 metros da Caixa Econômica Federal com a esposa e os filhos, de 5 e 7 anos. Ele relembra que as portas do local foram fechadas e as luzes apagadas quando a ação dos assaltantes teve início no banco.

"Estava em um restaurante com minha esposa e meus filhos. De repente, o dono do restaurante fechou as portas, pediu pra todo mundo entrar e apagou as luzes e explicou que estava tendo um tiroteio. De repente começamos a escutar os tiros. O barulho era muito alto, era assustador e por causa do eco a impressão era que estava a poucos metros da gente", falou.

Estudante baleado durante ação dos criminosos

Um estudante da Unifei que foi baleado durante o ataque dos assaltantes. Conforme a assessoria de imprensa da Universidade Federal de Itajubá, logo após ser atingido, o estudante, de 30 anos, foi atendido levado ao hospital.

Depois de receber os atendimentos médicos, ele foi liberado. A Unifei informou que disponibilizou um carro para levar o estudante para a casa dele, em São José dos Campos (MG).

O que falta saber sobre o ataque

Quantos assaltantes participaram da ação

Assaltantes conseguiram levar algo da agência durante a ação

Quantidade de presos e feridos durante a ação

Quantos assaltantes participaram da ação

Ainda não há o número certo de assaltantes que participaram da ação. Segundo a Polícia Militar, a suspeita é que 12 pessoas tenham participado da ação em Itajubá. A PM informou que concentra as buscas em Itajubá e outros municípios da área em busca dos suspeitos, com apoio de militares de outras regiões, além da Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Militar de São Paulo.

Ainda de acordo com a PM, os militares estão também fazendo mapeamento de toda a zona rural.

Assaltantes conseguiram levar algo da agência durante a ação

A Guarda Municipal revelou que os assaltantes tinham como alvo o cofre de penhor da agência da Caixa Econômica Federal.

A Caixa Econômica Federal e os órgãos de segurança não informaram, até o momento, se os assaltantes conseguiram levar algo da agência.

Assaltantes atacam agência bancária em Itajubá (MG)

Arte/g1

Quantidade de presos e feridos durante a ação

Oficialmente, a Polícia Militar divulgou que quatro policiais e um civil que passava pelo local ficaram feridos durante a ação. A PM também falou, de maneira oficial, que um suspeito foi preso durante a fuga.

No entanto, a PM havia informado que mais três suspeitos tinham sido presos na manhã desta quinta-feira; entretanto, segue preso apenas um suspeito, localizado pela polícia ainda de madrugada.

Em relação aos feridos, a polícia havia informado à reportagem da EPTV, afiliada Rede Globo, que o número era de sete pessoas. A informação oficial, no entanto, segue como cinco feridos.

Veja o momento em que assaltantes atiram durante assalto à banco

Nota da Prefeitura de Itajubá:

Prefeitura de Itajubá confirma que uma pessoa ficou ferida em ataque a banco

Reprodução

Fonte: G1 Sul de Minas e Polícias Civil e Militar

Comunicar erro
hospital Lavras

Comentários

novato