Polícia de MG apura assassinato de ambientalista carioca morto em Passa Vinte, após dirigir 15 min com 3 tiros no peito

.

Por Jornalista Alair de Almeida, Diretor e Editor do Jornal Região Sul em 06/12/2023 às 05:28:41
Felipe era um protetor da vida selvagem e tinha em sua casa em Passa Vinte muitos cavalos e pelo menos 18 cachorros. Ele foi achado com uma arma na mão, O ambientalista carioca Felipe Perez, de 47 anos, foi assassinado com cinco tiros em Passa Vinte, em Minas Gerais

A Pol√≠cia Civil de Minas Gerais investiga o assassinato de um ambientalista carioca que morava em uma casa no alto de uma montanha no munic√≠pio de Passa Vinte. Felipe Perez, de 47 anos, foi encontrado morto no dia 17 de novembro após ter tomado cinco tiros e ainda dirigir 15 minutos de carro até não resistir.

De acordo com o delegado Ed Elvis, m da 28¬™ DP (Aiuruoca), que investiga o caso, ele foi alvejado em uma √°rea próxima à sua casa.

"Ele morava em uma montanha, numa região chamada Terras Altas. Era uma casa simples, em uma √°rea fechada de mato. Ele foi alvejado com cinco tiros, isso próximo à casa dele. Um pegou na mão, outro no antebraço direito e tr√™s tiros na região do peito", afirmou o delegado.

Pol√≠cia tem mais de uma linha de investigação para a morte do ambientalista

Mesmo com os ferimentos, a pol√≠cia j√° identificou que ele conseguiu voltar para casa, pegar uma arma, colocar munição, entrar no carro e dirigir por 15 minutos descendo a estrada até o vizinho mais próximo.

O objetivo, segundo a investigação, seria encontrar sinal de internet para fazer uma ligação, por aplicativo, para a ex-mulher. Felipe não conseguiu completar o telefonema.

"Ele veio a falecer com o carro ligado, a luz interna do carro ligado e essa arma do lado dele", contou o delegado.

Histórico de conflitos

Felipe era um protetor da vida selvagem e tinha em sua propriedade muitos cavalos e pelo menos 18 cachorros. Sabe-se que ele teve brigas com moradores de terrenos próximos, no passado, por diversos motivos, mas a pol√≠cia ainda não apontou suspeitos, e diz ter mais de uma linha de investigação, que preferiu não citar quais.

O advogado da família, Alexandre Dumans, confirmou que Felipe foi encontrado com uma arma no colo. Ele acredita que o depoimento de vizinhos pode ajudar a esclarecer o crime.

"Acredito que em breve a pol√≠cia começar√° as oitivas das testemunhas. Também deverão ser ouvidos os vizinhos e outros tantos que contra ele litigavam por questões diversas", disse. "Embora existam dificuldades para apuração da autoria, acredito que um bom trabalho investigatório, com inquirições de testemunhas, poder√° chegar ao autor do fato."

Fonte: G1 Sul de Minas e Polícias Civil e Militar

Comunicar erro
Fepi

Coment√°rios

novato