Gerente de centro terapêutico interditado em Machado tentou fugir com chegada da polícia; sala de tortura foi encontrada

Centro foi fechado após fiscalização do Minist√©rio P√ļbico e da Pol√≠cia Civil na zona rural de Machado; cinco pessoas foram presas

Por Alair de Almeida, Editor e Diretor do Jornal Região Sul em 12/06/2024 às 15:20:48
Braceletes para imobilização são encontrados em centro terap√™utico interditado no Sul de MG — Foto: Polícia Civil

Braceletes para imobilização são encontrados em centro terap√™utico interditado no Sul de MG — Foto: Polícia Civil

Com o gerente, foram encontrados cheques, dinheiro e um comprovante de depósito. Durante a inspeção, foram constatadas diversas irregularidades nas condições sanit√°rias do Centro Terap√™utico.

Gerente de centro terap√™utico interditado em MG tentou fugir com chegada da polícia; sala de tortura foi encontrada — Foto: Reprodução

Gerente de centro terap√™utico interditado em MG tentou fugir com chegada da polícia; sala de tortura foi encontrada — Foto: Reprodução

Sala de tortura

Em conversa com internos do centro, homens com idades entre 19 e 54 anos, eles relataram para a Polícia Civil a internação involunt√°ria e pr√°ticas de tortura física e psicológica.

Os homens também mencionaram existir uma sala no local para esses castigos.

No cômodo mencionado, os policiais encontraram objetos, como cinturões com braceletes para imobilização e faixas, que as vítimas apontaram como os utilizados na tortura.

Polícia encontra braceletes de imobilização em clínica interditada em Machado — Foto: Reprodução / Polícia Civil

Polícia encontra braceletes de imobilização em clínica interditada em Machado — Foto: Reprodução / Polícia Civil

Os internos afirmaram que esses medicamentos eram usados para sed√°-los quando tentavam fugir do local, sendo administrados por qualquer funcion√°rio do centro.

C√°rcere privado

De acordo com o MP, o centro terap√™utico não poderia restringir a liberdade dos internos com muros altos, trancas e cadeados, porém isto foi constatado durante a visita, inclusive nos dormitórios.

Ao fim da vistoria, permaneceram no centro apenas os internos cujo tratamento era volunt√°rio, mas, nesta segunda-feira (10), a entidade foi interditada pelo município de Machado.

A investigação ser√° conduzida pela Polícia Civil de Machado e pelo Ministério Público.

O que diz a prefeitura

A Prefeitura de Machado informou que os fiscais da Vigilância Sanit√°ria constataram algumas desconformidades, especificamente relacionadas à cozinha e à alimentação da clínica, observações que foram documentadas e comunicadas às autoridades competentes.

Além das questões sanit√°rias identificadas pela equipe de Vigilância Sanit√°ria, o Ministério Público constatou outras irregularidades mais amplas.

Diante dessas constatações, a Secretaria de Saúde foi acionada para realocar os pacientes que necessitavam de continuidade no tratamento, garantindo que esses fossem mantidos dentro dos critérios legais e de segurança necess√°rios.

Ainda segundo a prefeitura, a Secretaria de Saúde j√° fez o credenciamento com uma clínica e est√° fazendo com mais clínicas para aqueles que, de forma volunt√°ria, tenham interesse em continuar os tratamentos, tenham essa porta aberta.

Todos os investigados estão sendo representados pelo mesmo grupo de advogados. A defesa informou que neste momento prefere não se manifestar.

Fonte: G1 Sul de Minas e Da Redação

Comunicar erro
Fepi

Coment√°rios

novato