Quadrilha especializada em furto de cobre √© presa em operação da pol√≠cia em Guaxup√©, MG

Segundo a Pol√≠cia Civil, 29 pessoas foram presas. Investigação apura os crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, furto e receptação de cobre de transformadores de energia el√©trica e usinas fotovoltaicas.

Por Alair de Almeida, Editor e Diretor do Jornal Região Sul em 21/02/2024 às 14:44:45
Polícia prende 29 pessoas em operação contra furto de cobre e transformadores em Guaxupé

Polícia prende 29 pessoas em operação contra furto de cobre e transformadores em Guaxupé

Polícia Civil faz operação para combater crimes contra o patrimônio em Guaxupé, MG — Foto: Reprodução/Magaiver TV

Polícia Civil faz operação para combater crimes contra o patrimônio em Guaxupé, MG — Foto: Reprodução/Magaiver TV


Para a ação, foram empenhados 120 Policiais de toda a região, além de equipes especializadas da capital deslocadas para prestar auxílio, 35 viaturas policiais e um helicóptero no apoio aéreo.

"Nós conseguimos delimitar dezenas de ocorr√™ncias ligadas a furtos de transformadores de usinas fotovoltaicas.

Em conjunto com a delegacia de São Sebastião do Paraíso, que também tinha uma investigação versando sobre os mesmos elementos e fatos an√°logos.

Ou seja, eram as mesmas pessoas praticando os mesmos fatos. Só que na região de São Sebastião do Paraíso", disse o delegado regional Fabiano Mazzarotto Gonçalves.


Os suspeitos foram encaminhados


para o presídio de Guaranésia.

A investigação

Quadrilha especializada em furto de cobre é presa em operação da polícia em Guaxupé, MG — Foto: Polícia Civil

Quadrilha especializada em furto de cobre é presa em operação da polícia em Guaxupé, MG — Foto: Polícia Civil

De acordo com a Polícia Civil, a organização criminosa mirava transformadores em √°reas isoladas para dificultar o rastreio e causar danos aos produtores rurais que ficariam sem energia.

"Quando um dos alvos nossos tentou subtrair um transformador na cidade de Serrania.

Nesse episódio, ele acabou se ferindo gravemente, perdeu o antebraço direito ao levar um choque muito violento.

A partir deste dia, formos atr√°s desse suspeito, interrogamos, ele mentiu por v√°rias vezes, quebramos o √°libi dele.

E um dos √°libis dele foi a própria esposa, que ouvimos na condição de testemunha.

Ela disponibilizou v√°rios nomes e, a partir destes nomes, pedimos um levantamento de 18 CPFs no Coaf.

Então surgiram inúmeras movimentações financeiras, movimentações milion√°rias", destacou o delegado Tales de Souza Moreira.

O delegado destacou, ainda, como agiam os suspeitos.

"Em meados de julho, tr√™s desses nossos alvos foram presos em flagrante em São Sebastião do Paraíso.

Na an√°lise do celular de um deles, comprovou toda nossa linha e mais alguns elementos.

Troca de mensagens em locais de crime, com filmagem desses membros no local.

Tinha um grupo que só furtava os cobres, outro alugava veículos, fazia transportes.

E as companheiras desses alvos, emprestavam os nomes, para tentar escamotear a origem desse dinheiro. Onde entrou a lavagem", completou Moreira.

Estima-se que a quadrilha foi respons√°vel por prejuízos em torno de R$ 2,6 milhões, além de falta de energia em √°reas afastadas da rede elétrica.

"E um prejuízo social, pois as pessoas imapactadas ficaram sem energia, muitas vezes, por semanas.

Nós soubemos de casos aqui de frigoríficos perdendo 700 quilos de carne, ele teve que incinerar a carne", pontuou o delegado regional Mazzarotto.

Fonte: G1 Sul de Minas e Da Redação

Comunicar erro
Fepi

Coment√°rios

novato