A partir de hoje, a esperada confrontação eleitoral entre Lula e Bolsonaro está finalmente estabelecida.... -

Guerra total nas Elei√ß√Ķes 2022

Por Da Redação em 10/03/2021 às 15:26:49
2022: LULAAAAA X BOLSONARO

2022: LULAAAAA X BOLSONARO

Lula candidato

vai no calcanhar

de Bolsonaro:

Pandemia e

Economia;

Ciência e Educação;

Desemprego

e Crescimento


O ex-presidente Luiz In√°cio Lula da Silva durante coletiva de imprensa realizada na sede do Sindicato dos Metal√ļrgicos em S√£o Bernardo do Campo, no ABC Paulista Imagem: Vin√≠cius Nunes/Ag√™ncia F8/Estad√£o Conte√ļdo Chico Alves Colunista do UOL 10/03/2021 13h38 Depois de uma série de lives das quais participou com gestos contidos e voz baixa, o ex-presidente Luiz In√°cio Lula da Silva parecia resignado a pendurar as chuteiras da pol√≠tica e abrir espa√ßo para Fernando Haddad concorrer à Presid√™ncia em 2022 pelo PT. Bastou, no entanto, que fosse anunciada a anula√ß√£o das condena√ß√Ķes que teve na Lava Jato para que o antigo Lula, craque em comunica√ß√£o e empolgado, voltasse à tona. Foi o que se viu no pronunciamento do ex-presidente hoje.... -

10.mar.2021 - O ex-presidente Luiz In√°cio Lula da Silva durante coletiva de imprensa realizada na sede do Sindicato dos Metal√ļrgicos em S√£o Bernardo do Campo, no ABC Paulista - Vin√≠cius Nunes/Ag√™ncia F8/Estad√£o Conte√ļdo


Entre as esperadas pancadas na for√ßa-tarefa da Lava Jato e no ex-juiz Sergio Moro, respons√°veis pelo processo e pela condena√ß√£o que agora o Supremo Tribunal Federal anula, e as bordoadas na m√≠dia, o petista sinalizou os temas em que vai basear sua prov√°vel investida eleitoral. O primeiro mote foi a tr√°gica administra√ß√£o do governo federal no combate à pandemia. Falta de vacina, omiss√£o na crise do oxig√™nio em Manaus, reten√ß√£o dos recursos para atendimento das v√≠timas da covid-19, mau exemplo do negacionista Jair Bolsonaro, tudo foi citado. "Quero ser vacinado", destacou.

O segundo assunto foi a crise econômica que o pa√≠s atravessa, sem qualquer sinaliza√ß√£o de planejamento por parte do governo federal. Os altos pre√ßos de combust√≠veis e alimentos e o elevado √≠ndice de desemprego foram os refr√Ķes usados para os eleitores mais pobres. "N√£o tem nada pior do que o cidad√£o saber que est√° desempregado e que no final do m√™s n√£o vai ter um sal√°rio para sustentar sua fam√≠lia", lamentou. Para os empres√°rios, falou da necessidade de investimentos na ind√ļstria e lembrou dos tempos de prosperidade durante seus governos.

Citou a receita que deu certo: "É preciso garantir que o povo tenha renda, sen√£o n√£o h√° crescimento", defendeu, demarcando sua posi√ß√£o a favor a favor da ci√™ncia, renegada pelo atual presidente. Tratou o seu prov√°vel oponente em 2022 como um desvairado. Chamou Bolsonaro de fanfarr√£o, disse que o pa√≠s n√£o tem governo e deu outras caneladas. Ao fim da fala de quase uma hora e meia, Lula deixou claro que a anula√ß√£o das condena√ß√Ķes operou em si uma espécie de rejuvenescimento. Aquele pol√≠tico meia bomba de uma semana atr√°s voltou a se mostrar o encantador de eleitores que foi até h√° alguns anos. "Me sinto jovem para brigar muito, ent√£o eu queria que voc√™s soubessem: desistir jamais".

A partir de hoje, a esperada confrontação eleitoral

entre Lula e Bolsonaro est√° finalmente estabelecida.... -

Fonte: G1 Sul de Minas e PT

Comunicar erro
Casa Coelho

Coment√°rios

Novato