Brasil registra mais de 2 milhões de casos de dengue

O Minist√©rio da Sa√ļde contabiliza mais de 2 milhões de casos de dengue no Brasil em 2024.

Por Jornalista Alair de Almeida, Diretor e Editor do Jornal Região Sul em 23/03/2024 às 07:42:12

Brasil: Dengue vira pandemia com 2 milhões de Casos


O Ministério da Sa√ļde contabiliza mais de 2 milhões de casos de dengue no Brasil em 2024. Do total de 2.010.896 casos prov√°veis, 682 resultaram em morte – n√ļmero que pode aumentar, uma vez que h√° ainda 1.042 óbitos em investigação.

De acordo com balanço divulgado pelo ministério, o coeficiente de incid√™ncia da doença est√° em 990,3 casos para cada grupo de 100 mil habitantes.

Com 161.299 casos prov√°veis, o Distrito Federal é a unidade federativa com maior coeficiente de incid√™ncia (5.725,8). Em segundo lugar, est√° Minas Gerais, com coeficiente de incid√™ncia em 3.295; e 676.758 casos prov√°veis.

Na sequ√™ncia estão Esp√≠rito Santo (coeficiente em 1.982,5 e 75.997 casos prov√°veis; Paran√° (coeficiente em 1.653,2 e 189.179 casos prov√°veis); e Goi√°s (coeficiente em 1.565,3 e 110.433 casos prov√°veis).

No Rio de Janeiro, o coeficiente de incid√™ncia est√° em 933,1 casos para cada grupo de 100 mil habitantes. L√°, j√° são 149.797 casos prov√°veis.

A unidade da federação com maior n√ļmero de casos prov√°veis é São Paulo (379.222). O coeficiente registrado no estado, segundo o levantamento, é de 853,7 casos para cada grupo de 100 mil habitantes.

Na quarta-feira (20), a secret√°ria de Vigilância em Sa√ļde e Ambiente do Ministério da Sa√ļde, Ethel Maciel, destacou que os tr√™s primeiros meses de 2024 registram mais casos graves de dengue do que em todo o ano de 2023, quando foram contabilizados pouco mais de 1,6 milhão de casos.

Naquele ano, a doença matou 1.094 pessoas. H√° ainda 218 óbitos sob investigação.

"Estamos tendo muito mais casos graves que no ano anterior", disse, ao lembrar que, até então, na série histórica, 2023 havia sido o ano com maior n√ļmero de casos graves da doença.

"Temos muito mais pessoas chegando [com quadro] grave aos serviços de sa√ļde. Esse é um importante ponto de alerta para nós", acrescentou a secret√°ria.

Na oportunidade, ela informou que o tempo médio entre o in√≠cio dos sintomas e a notificação de caso de dengue é de quatro dias.

O tempo médio entre o in√≠cio dos sintomas e a internação também é de quatro dias. J√° o tempo médio entre o in√≠cio dos sintomas e o óbito é de seis dias, enquanto o tempo médio entre o in√≠cio dos sintomas e os sinais de gravidade é de cinco dias.

"O quarto dia tem sido um alerta de que as pessoas podem agravar [o quadro de sa√ļde]. Então, um monitoramento que faça com que essa pessoa volte no quarto dia da doença pode salvar muitas vidas", destacou Ethel Maciel.

Fonte: Ag√™ncia Brasil e Da Redação

Comunicar erro
Fepi

Coment√°rios

novato