Brasil registra a maior taxa de transmiss√£o da covid-19 desde maio

Coronavírus: Brasil no PICO

Por Da Redação em 24/11/2020 às 20:02:06

Brasil registra


a maior taxa


de transmiss√£o


da covid-19


desde maio


A taxa de transmiss√£o do novo coronavírus voltou a subir no Brasil e j√° é a maior desde maio, de acordo com dados divulgados hoje pelo Centro de Controle de Epidemias do Imperial College, de Londres. Nesta semana, a taxa —que indica para quantas pessoas um paciente infectado consegue transmitir o vírus— passou a ser de 1,30. Em 16 novembro, o índice estava em 1,10.

Quando esse valor é maior que 1, cada infectado transmite a doen√ßa para mais de uma pessoa. A taxa de 1,30 significa que um grupo de cem infectados transmite o vírus para outras 130 pessoas, fazendo com que a doen√ßa se espalhe mais rapidamente. O Brasil soma 6.088.004 de casos e 169.541 mortes provocados pela covid-19 desde o início da pandemia.

Em S√£o Paulo, apesar de o discurso oficial da Prefeitura ser de estabilidade e de negar uma segunda onda, a rede municipal vai abrir 220 leitos de exclusivos para covid-19. Ser√£o 200 novos leitos de enfermaria nos hospitais de Parelheiros, Brasil√Ęndia e Bela Vista. O hospital de Itaquera vai ganhar 20 vagas de UTI.

Enquanto isso, a comiss√£o mista do Congresso que acompanha as a√ß√Ķes do governo sobre a pandemia quer ouvir explica√ß√Ķes do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, sobre a exist√™ncia de 6,8 milh√Ķes de testes mantidos estocados e que perder√£o sua validade entre dezembro deste ano e janeiro de 2021. A comiss√£o também aprovou realiza√ß√£o de audi√™ncia pública com o ministro da Saúde para tratar das reuni√Ķes com laboratórios a respeito das vacinas em fase avan√ßada de testes.

Vacinas

O ministro da Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, acredita que após a P√°scoa de 2021 "as coisas come√ßar√£o a voltar ao normal", prevendo para dezembro o início da vacina√ß√£o, j√° que os estudos apontaram que a Oxford/AstraZeneca teve até 90% de efic√°cia (entenda como é feito este c√°culo). No Brasil, a Fiocruz (Funda√ß√£o Oswaldo Cruz) é o órg√£o parceiro e se prepara para fabricar doses que beneficiem até 130 milh√Ķes de pessoas em 2021.

H√° ainda a vacina a ser produzida pelo Instituto Butantan, de S√£o Paulo, em parceria com a fabricante chinesa Sinovac. S√£o previstas 46 milh√Ķes de doses da CoronaVac no início de 2021.

Outras duas também est√£o em desenvolvimento: a vacina Sputnik V, produzida no Instituto de Pesquisa Gamaleya da Rússia; e a vacina produzida pela farmac√™utica

Fonte: UOL Press

Comunicar erro
Casa Coelho

Coment√°rios

Novato